OS PROGRAMAS DE PÓS-INCUBAÇÃO BRASILEIROS: UM ESTUDO DE CASO

Joana Marins de Andrade Coutinho, Andréa Aparecida da Costa Mineiro, Célia Ottoboni, Luiz Eugenio Veneziani Pasin

Resumo


No Brasil, muitas ações buscam alavancar a inovação e o desenvolvimento tecnológico das empresas, dentre elas estão as Incubadoras de Empresas. Estes ambientes dão suporte ao nascimento e desenvolvimento de pequenas empresas inovadoras que correm altos riscos para colocar seus produtos no mercado. Nos três primeiros anos após a saída da incubadora o risco de insucesso das empresas pode ser considerado alto, desta forma os programas de pós-incubação surgem no intuito de proporcionar suporte para as empresas enfrentarem esta fase com mais tranquilamente e também podem ser considerados instrumentos importantes no auxílio as empresas recém-graduadas em seu processo de adaptação ao mercado. O presente artigo tem como escopo principal realizar um estudo sobre os programas de pós-incubação no Brasil, para isso foi realizado um estudo exploratório dos Programas de Pós-Incubação oferecidos por 28 incubadoras de empresas e um Estudo de Caso do programa de Pós-incubação da Incubadora de Empresas de base Tecnológica de Itajubá - INCIT. O referencial teórico abordado envolve os Ambientes de Inovação, Incubação e Pós-Incubação. Como resultado alcançado tem-se a situação de pós-incubação dessas 28 incubadoras e como um programa de Pós-Incubação foi organizado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.