POR QUE SE CONSOMEM ALIMENTOS ORGÂNICOS? UMA ANÁLISE SOBRE AS MOTIVAÇÕES DO CONSUMIDOR BRASILEIRO

José Eduardo de Melo Barros, Romilson Marques Cabral, Tarcísio Régis de Souza Bastos, Thiago Ianatoni Camargo

Resumo


As razões por que brasileiros consomem alimentos orgânicos não estão pacificadas na literatura. O presente estudo objetiva analisar as motivações dos consumidores de alimentos orgânicos no Brasil. Para tanto, verificou-se quais aspectos são mais relevantes ao optar pelo consumo de alimentos orgânicos e a existência de dimensões motivacionais. Por meio de uma survey online, 412 brasileiros participaram da pesquisa. Utilizou-se técnicas de estatística univariada para descrever os principais componentes motivacionais e a técnica multivariada de análise fatorial para verificar as dimensões da motivação para o consumo. Os resultados sugerem que saúde, função social, produção local, ausência de agrotóxicos, respeito ao meio ambiente e sabor são aspectos proeminentes na escolha por produtos orgânicos; a admiração por pessoas que consomem, por outro lado, não seria relevante como fator motivador. Identificou-se também que, ao decidir pelo consumo de orgânicos, o processo motivacional do consumidor pondera duas dimensões relacionadas a benefícios individualistas e benefícios coletivistas mais a saúde privada, motivando-se principalmente pela segunda razão. O estudo contribui com a literatura ao revelar que apesar das pessoas buscarem alimentos mais saudáveis, almejando maior qualidade de vida e longevidade, preocupa-se também com aspectos relativos à saúde social em uma perspectiva coletivista.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.