HÁBITOS RELACIONADOS AO DESCARTE DE CELULARES E SUA APLICABILIDADE À POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS: UM ESTUDO EM UMA UNIDADE ACADÊMICA DE PERNAMBUCO

Danielle Cavalcanti de Abreu, Álvaro Mateus Batista da Silva, Ana Regina Bezerra Ribeiro

Resumo


No Brasil, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) exige que a cadeia de suprimentos de eletroeletrônicos adote sistemas de Logística Reversa (LR) para o gerenciamento de produtos pós-consumo; e enfatiza a responsabilidade que não somente seus geradores, mas também os consumidores possuem sobre o ciclo de vida do produto. O estudo tem o objetivo de analisar se os hábitos de descarte de celulares dos discentes de uma unidade acadêmica em Pernambuco respeitam as diretrizes da PNRS. A coleta de dados foi realizada por meio de questionário online e análise documental. Os resultados revelam que os fabricantes e as operadoras de telefonia consultadas possuem programas de LR e disponibilizam postos de entrega. Contudo, a pesquisa de campo constatou que 93% dos discentes desconhecem informações sobre pontos de coleta, 75% afirmam que não há incentivos para devolução pós-uso e apenas 5% descartam seus celulares em tais pontos. Conclui-se que, as formas de descarte utilizadas pelos discentes não respeitam as diretrizes da PNRS, faltando maior incentivo por parte da cadeia de suprimentos ao descarte correto, necessidade de maior participação dos consumidores no fluxo reverso e de conscientização da população a respeito dos malefícios do descarte inadequado de eletroeletrônicos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.