DELIVERY E TAKE-AWAY SUSTENTÁVEL: UM ESTUDO MULTICASO DAS EMBALAGENS UTILIZADAS POR LANCHONETES E RESTAURANTES DE GAROPABA (SC)

Lucélia Souza Barbosa, Fabiana de Agapito Kangerski

Resumo


Novas posturas estão sendo adotadas pelas organizações para manter relações mais saudáveis com o meio ambiente, deixando de lado a questão de apenas consumir e produzir sem se preocupar com o destino final dos resíduos gerados. Isto traz à tona as escolhas de embalagens pelas empresas e o seu ciclo de vida. Este artigo teve como objetivo analisar os fatores e critérios na adoção das embalagens sustentáveis no serviço de delivery e take-away de quatro empresas selecionadas, sendo duas lanchonetes e dois restaurantes. Quanto aos procedimentos metodológicos, foi desenvolvida uma pesquisa de cunho qualitativo, exploratória e descritiva. O método adotado foi o de estudo de caso múltiplo, com aplicação de técnicas de observação não-participante, cliente oculto e entrevista não-estruturada. Como resultado foi identificado que nas empresas entrevistadas, três delas apresentaram dificuldades para a adoção de embalagens mais sustentáveis. Entre estas estão o custo do material, a falta de fornecedores locais, a manutenção da qualidade do produto e a instabilidade econômica devido a pandemia do covid-19. Apenas uma empresa não apresentou as mesmas dificuldades para aderir e com uma grande possibilidade de substituir a sua embalagem por uma opção mais sustentável. Observou-se com este estudo que critérios como custo, design adequado do material e facilidade de compra são preponderantes na decisão dos estabelecimentos para uma mudança das atuais embalagens por modelos mais sustentáveis.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.