ANÁLISE DA PERSISTÊNCIA NO PERFIL COMPORTAMENTAL DE EMPREENDEDORAS BRASILEIRAS

Bruna Lopes Ferreira, Patrícia Viveiros de Castro Krakauer

Resumo


O presente artigo tem o intuito de dar continuidade a pesquisa realizada anteriormente por Meneses e Krakauer (2019) que investigou a falta de persistência em empreendedoras brasileiras. O objetivo é complementar o desfecho desse estudo ao incluir análise do perfil comportamental da mulher founder de startup, buscando entender se a persistência também não é presente entre elas. O método utilizado foi uma pesquisa exploratória e qualitativa com mulheres founders de startup por meio do diagnóstico M.A.R.E.® de autoria de Coda (2016). Observou-se que as fundadoras de startups, assim como as empreendedoras, têm pouca orientação analítica, o que demonstra um nível baixo de persistência em seus empreendimentos. Esta pesquisa coopera com o incremento de projetos que estimulem a consolidação de negócios liderados por mulheres por meio do autoconhecimento. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.